There were 213 press releases posted in the last 24 hours and 307,355 in the last 365 days.

Justiça do Distrito Federal Implements the Milestone VMS with Intelligent Video Analysis

Implementa o VMS da Milestone com Análise Inteligente de Vídeo

Justiça do Distrito Federal Implementa o VMS da Milestone com Análise Inteligente de Vídeo para Reduzir os Riscos nos Tribunais

CDMX, MEXICO, September 6, 2022 /EINPresswire.com/ -- A Justiça do Distrito Federal, utiliza em Brasília seu novo e avançado sistema de segurança para prevenir a evasão de réus durante os julgamentos e para identificar possíveis criminosos deambulando por suas instalações. A análise de vídeo inteligente pode alertar rapidamente as autoridades sobre possíveis tumultos, acionando a polícia para atuar e impedir uma insurreição.

Desafio: Manter os funcionários e visitantes seguros em múltiplos prédios

Ocorrências de tumultos e de evasão de réus, sempre foi um risco a ser levado em consideração nas ações preventivas de segurança na Corte do Distrito Federal. Ela necessitava de uma solução mais eficaz para monitorar 30 prédios distribuídos pela capital federal, e assim proteger os funcionários e visitantes, garantindo a segurança de milhares de cidadãos brasileiros que utilizam os serviços do órgão. Em última análise, a justiça necessitava de um sistema que proporcionasse auxiliar na identificação de criminosos e na prevenção de fugas.

Solução: sistema de vigilância por vídeo escalável com análise de vídeo inteligente

A Justiça do Distrito Federal expandiu e atualizou sua infraestrutura de segurança existente, com uma solução abrangente para esta unidade da federação, utilizando câmeras equipadas com análise de vídeo inteligente (proteção de perímetro, detecção de vadiagem e pesquisa forense) da Axis Communications e da Bosch, integradas ao VMS (sistema de gerenciamento de vídeo) em plataforma aberta, Milestone XProtect Expert, objetivando aprimorar o monitoramento, prevenção e investigação de incidentes. Durante as eventuais situações de emergência as autoridades locais têm acesso direto ao VMS, bem como à integralidade das câmeras.

Resultado: o monitoramento eficiente dos tribunais e demais prédios possibilitou o aumento da eficiência das ações de segurança

O VMS em plataforma aberta da Milestone foi selecionado em razão de uma ampla gama de recursos disponíveis, incluindo a integração com as câmeras multimarcas existentes, os dispositivos suportados, o suporte técnico e o seu excelente desempenho. O novo sistema de vigilância por vídeo tem auxiliado as equipes de segurança na abordagem e prevenção, com mais eficiência, de situações de tentativa de fuga de réus, de formação de tumultos e na segurança das Instalações.

Provendo a justiça criminal para todo o Distrito Federal

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), órgão federal do Poder Judiciário da União, foi fundado em abril de 1960. Ele atende a todos os municípios do Distrito Federal, que contam atualmente com uma população estimada em cerca de 3 milhões de habitantes. Sua missão é proporcionar à comunidade, o acesso à justiça e a resolução pacífica de conflitos. O agrupamento reúne fóruns das 33 regiões administrativas que compõem o Distrito Federal, incluindo Brasília. Outros prédios também fazem parte desse complexo de justiça, como o almoxarifado público, a reserva central para guarda de armas e objetos de crimes, um museu, áreas de atendimento médico e um complexo de varejo.

Dissuadindo a criminalidade de forma proativa com a análise de vídeo inteligente

O TJDFT carecia de um moderno sistema de gerenciamento de vídeo que pudesse integrar todos os 30 prédios dos distritos da capital federal, alguns deles localizados em áreas remotas. Além disso, a justiça necessitava monitorar todas as unidades a partir de uma sala central. Uma das condições essenciais era garantir a segurança de pessoas e bens, além da segurança do próprio sistema. Somente no prédio principal, entre 4.000 e 5.000 cidadãos circulam mensalmente pelos espaços.

“Estávamos enfrentando uma variedade de incidentes envolvendo situações de controle de acesso, pessoas com mandado de prisão em aberto, réus e furtos”, declarou Igor Martins da Silva, gerente titular, responsável pelo projeto no TJDFT. “A capacidade de visualizar as imagens das câmeras e reagir instantaneamente, ou até mesmo antes da ocorrência de um incidente, nos trouxe uma resposta para esses problemas.”

O sistema de vigilância precedente do TJDFT era composto de câmeras analógicas conectadas a DVRs autônomos. O sistema desatualizado utilizava equipamentos obsoletos, não proporcionando a integração entre os diversos prédios. A solução foi implementar um sistema moderno visando satisfazer todas os requisitos de segurança do tribunal. O integrador do projeto inicial foi o responsável pela oferta do VMS em plataforma aberta da Milestone, que por sua vez foi aprovada, pois este atendia às exigências do TJDFT, além de oferecer mais liberdade de escolhas, dentre as tecnologias associadas. Ele também recomendou as câmeras, com análises de vídeo, da Axis (modelos M1125, P1435, M2025, M3044, M3046, P5534-E) e da Bosch (modelos NBE-3502-AL, NDV-3503-F02), pois elas ofereciam os melhores recursos visuais e desempenho. Atualmente, todos os 30 prédios são monitorados, tanto de sua localização individual, quanto de uma sala de comando centralizada.

A implementação da análise de vídeo inteligente otimizou amplamente a gestão da segurança nos tribunais e em outras áreas internas. As funcionalidades de análise de proteção de perímetro, detecção de vadiagem e pesquisa forense, da Axis e da Bosch, são as mais utilizadas no TJDFT, conforme ressaltou Martins da Silva. Com a ativação da detecção de movimento nas câmeras e a respectiva configuração dos filtros de movimentos, a identificação de atividades suspeitas tornou-se uma tarefa muito mais ágil. Ao detectar situações inabituais nas salas dos tribunais, o sistema aciona um alerta de “ocorrência” e assim os agentes de polícia podem adotar imediatamente as medidas necessárias.

Vários crimes são julgados nos tribunais e, invariavelmente, existe o risco de tentativas de fuga de réus implicados nesses julgamentos. O vídeo inteligente possibilita identificar rapidamente esse tipo de situação e alertar os agentes de polícia para intervir e evitar uma ocorrência. O magistrado também pode acionar o botão de pânico e disparar o alarme na sala de monitoramento.

Objetos abandonados em tribunais podem ser identificados com mais eficácia, reduzindo situações perigosas como por exemplo, uma bomba dissimulada em uma mochila.

Alarmes e pesquisa forense proporcionam maior agilidade nas respostas aos incidentes

A instalação do VMS da Milestone proporcionou economias significativas para o TJDFT. Agora é possível monitorar áreas muito maiores, necessitando de um menor número de câmeras e operadores.

Anteriormente o sistema de alerta era acionado por telefone, um processo lento e inadequado, que submetia funcionários e visitantes a situações de vulnerabilidade. Com o novo sistema, é possível integrar analíticos aos botões de pânico do tribunal, que podem ser ativados imediatamente por meio do VMS, de forma simples e rápida, para uma resposta mais célere em casos de incidentes.

Cada prédio do TJDFT possui sua própria sala de monitoramento. A equipe local de agentes de polícia acompanha o sistema em tempo real e responde às emergências. Todos as salas de monitoramento são integradas à sala de comando central localizada na sede, que tem acesso a imagens e alarmes de todos os prédios.

No controle de acesso predial, quando um indivíduo utiliza seu CPF para adentrar num dos prédios, o sistema já sinaliza se existe alguma ordem de prisão expedida contra ele. Se for identificado o mandado, o sistema aciona um alerta e a equipe acompanha o deslocamento desse indivíduo no prédio. A pesquisa forense analisa suas características físicas e os atributos da vestimenta, para que as câmeras possam localizá-lo e rastreá-lo pelo prédio.

Simultaneamente, enquanto essa pessoa está sendo monitorada, um outro agente de polícia entra em contato com o órgão responsável pela emissão do mandado de prisão para determinar se o mesmo ainda está em curso de validade e/ou requer providências. Desde a implementação do projeto, essa função tem auxiliado as autoridades policiais a identificar, localizar e capturar várias pessoas com ordem de prisão vigente.

Um sistema mais eficiente, escalável e preparado para futuras evoluções

A implementação do sistema ocorreu de forma faseada. Como o TJDFT é um órgão público, cada fase exigiu um processo licitatório. A polícia judicial foi responsável por elaborar a especificação do projeto para a realização da licitação, com os produtos e serviços a serem contratados.

Conforme relatou Martins da Silva, a primeira fase foi iniciada em 2015. “Definimos para o upgrade com a nova tecnologia, os prédios mais críticos, aqueles maiores e com maior fluxo de pessoas. Na época, nove prédios foram contemplados com a implementação da avançada solução de vigilância por vídeo.”

Em 2017 com a segunda fase, o projeto foi expandido para os demais prédios. Até então, o contrato exigia a utilização do VMS da Milestone. Para a terceira fase em 2020, o TJDFT atualizou todas as licenças e ampliou o serviço Milestone Care Plus, que provê a manutenção e o suporte completo para o produto.

Aproximadamente 1.174 câmeras foram instaladas em áreas comuns externas e internas, principalmente nos locais onde os criminosos ficam retidos. Entre os dispositivos de câmera, 80% são da marca Axis. O prédio principal, por ser o maior em superfície e com maior número de salas de audiência, recebeu a maior quantidade de câmeras, totalizando 450. Os demais 29 prédios contêm entre 40 e 110 câmeras cada, dependendo de suas dimensões e necessidades específicas. O sistema é escalável e aberto, pronto para gerenciar novas instalações e integrações adicionais.

“Adquirimos nossas câmeras em momentos diferentes com base nos custos, funcionalidades e garantias”, complementou Martins da Silva. “O escopo do projeto compreendia 30 prédios que utilizavam câmeras diferentes, então precisávamos nos certificar de que todas se integrariam, sem complicações, ao sistema de software unificado.”

A gestão de todos os fóruns do Distrito Federal é realizada por meio de uma máquina virtual, instalada em um servidor SQL. No entanto, as gravações das imagens ainda são realizadas localmente em cada prédio, para evitar uma sobrecarga no sistema de armazenamento.

Localizada no prédio principal, a sala de monitoramento dispõe de servidores mais robustos e de um Vídeo Wall com 10 monitores de 47 polegadas para visualização do conjunto das imagens. Agentes de polícia monitoram o sistema 24 horas por dia com o suporte da equipe de TI, quando necessário.

A equipe de operadores recebeu treinamento para as funções do sistema mais utilizadas no dia a dia: pesquisa e consulta de imagens, configuração de mosaicos e verificação de alarmes do sistema.

Atualmente, todos os prédios do TJDFT dispõem do VMS da Milestone já instalado, e no futuro todos os novos prédios também irão dispor dessa avançada solução de vigilância por vídeo.

Victor Galvis
Siganalis Group
email us here